segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Serra de São Mamede - Portalegre 30 Nov 2008

Aproveitei o fim de semana prolongado para conhecer a região de Portalegre, e como não podia deixar de ser, a bike também fez parte da bagagem. Fiquei hospedado relativamente perto do Parque Natural da Serra de São Mamede, local de passagem obrigatório da mítica maratona de Portalegre, a mais famosa prova de BTT portuguesa.

O percurso gravado no GPS foi desenhado com base na maratona de 2008 e 2007. No sábado esteve muito frio, tendo inclusive nevado com intensidade, mas o domingo acordou com um dia de sol radioso, o que me motivou ainda mais para a jornada de BTT.
Galeria de Fotos
Após 7km de subida, cheguei ao alto da Serra de São Mamede, que estava com um tapete de neve espectacular. Dai consegue-se avistar toda a região circundante, com destaque para Marvão, a cidade de Portalegre e a barragem da Apartadura. Seguindo o track de GPS, que me conduziu pelo meio dos edifícios das antenas de comunicação (sorte a minha que o portão estava aberto), desci por um caminho bastante técnico para o planalto que me iria levar ao Monte Raso.
Galeria de Fotos
Os caminhos desta parte do percurso são relativamente rápidos, muito bonitos, com vegetação rasteira muito verde. Após percorrer cerca de 17km, foi tempo de começar a descer para o vale, passei por um rebanho de ovelhas e logo a seguir por uma quinta, onde tive de acelerar um pouco, com a companhia de 2 cães que corriam alegremente no meu alcanço :)).

Aos 22km, abandonei o percurso da maratona de 2008, e entrei no percurso de 2007, mas feito ao contrário, como pude constatar pelas setas amarelas pintadas no pavimento da estrada. Fiz a descida em alcatrão até à aldeia de Rabaça, e após um pequeno reforço (km26), comecei a segunda parte da etapa.

Iniciei a subida pelo meio de um olival lavrado, o track de GPS assim o indicava, e depois por um caminho íngreme e cheio de pedras. Ao chegar ao planalto, tive a visão do vale muito verde que tinha acabado de percorrer, assim como os vales de Espanha, pois já estava em cima da fronteira.

O resto do percurso foi muito duro, com subidas muito íngremes, o vento também começou a soprar forte e gelado, mas esta parte do percurso é espectacular, com alguma pedra, pouca vegetação e vistas deslumbrantes. Finalmente, percorridos 40km, desci para o vale, por uma caminho muito técnico e cheio de pedra, e dei por finalizada a volta.

Sem duvida que foi uma experiência inesquecível, embora com uma 2ª parte muito dura, foram 42km com 1450m de acumulado ascendente, sem nenhum percalço. Certamente irei regressar, quem sabe para a maratona de Portalegre 2009...

2 comentários:

Hernâni disse...

Portalegre é fantástico!!
em 2009 vais aos 100 kms

Anónimo disse...

És um herói do BTT! Nem a chuva,nem o vento, nem o frio, nem a geada, nem a neve são obstáculos para a prática da modalidade!És um exemplo para os mais novos... e para os mais velhos! Estou a falar a sério, acredita que sim.Continuação de boas pedaladas!See you soon!