domingo, 23 de novembro de 2008

Cascata da Filveda II - "The Easy Way" 23 Nov 2008

Depois da jornada muito dura da semana anterior até à Cascata da Filveda, este domingo o objectivo foi o mesmo, mas por caminhos muito mais acessíveis e clicáveis.
Fizemos a subida do Gavião até aos 5 caminhos, depois foram mais alguns km sempre a rolar até à cascata, pelo acesso superior.
Galeria de Fotos
De regresso aos 5 caminhos, subimos até ao marco geodésico e seguimos para o ex-libris da nossa zona em termos de descidas, a famosa capela ardida. Depois da adrenalina da descida até ao caminho da Foz do Rio Mau, foi tempo de regressar a casa.
Galeria de Fotos
Foram 42km com 976m de acumulado ascendente, feitos num ritmo calmo e descontraído, com grande espírito betetista e boa disposição entre os companheiros de jornada.

Na próxima semana as pedaladas vão ser por outras zonas, mas dia 7 de Dezembro não faltarei no ponto de encontro habitual (9h em frente ao cinema de Albergaria).

domingo, 16 de novembro de 2008

Cascata da Filveda 16 Nov 2008

Com um dia de sol espectacular, o desafio foi ir até à cascata da Filveda, utilizando um percurso de GPS desenhado no Google Earth.

Fomos pelos moinhos da Sra. do Socorro até Telhadela, até ai nenhuma novidade, o percurso até Vilarinho de São Roque foi feito pelo monte, já conhecia a descida, a subir custa um pouco mais.

Galeria de Fotos
Na capela em Vilarinho fizemos o reforço, bolinho de laranja caseiro, depois começou a verdadeira jornada, com subidas muito duras, ao longo dos vales do Filveda. Com alguns enganos pelo caminho, culpa da distracção, e algumas (muitas) subidas a pé, lá chegamos à cascata, pelo acesso da parte de baixo.

Sem duvida que esta cascata devido a sua acessibilidade algo difícil ainda tem o encanto de local pouco explorado, embora seja meritório o trabalho da Junta de Freguesia de Silva Escura nos acessos, escadas e caminhos.

É um dos locais mais bonitos da nossa região, merece mais umas visitas de reconhecimento, provavelmente por outros caminhos, com menor grau de exigência física e técnica, fizemos 40km e 1241m de acumulado, em que a satisfação de termos atingido o nosso objectivo fez esquecer o esforço despendido.

No próximo domingo certamente mais um passeio potente aqui por Albergaria, no ponto de encontro do costume.

domingo, 9 de novembro de 2008

Capela Ardida - 8 e 9 Nov 2008

Este domingo o ponto de encontro foi em Sernada do Vouga, para um treino potente com Cagaréus, Angarnas e Galitos.

O percurso teve como aperitivo a subida à Capela Ardida, passando pelas pedreiras de Mouquim e Vilarinho de São Roque. Após a descida alucinante até meio do caminho da Foz do Rio Mau, seguimos para as Minas do Braçal, depois subimos até aos 5 caminho
s.
Galeria de Fotos
Para finalizar a volta, foi mais uma subidinha até ao marco geodésico, depois foram as rápidas descidas pelos corta fogos até à casa do guarda de Vila Nova.

Foram 38.5km( desde Albergaria), com 950m de acumulado, percorridos sempre com muita boa disposição e espírito de camaradagem, venham mais voltas iguais a esta! Um especial obrigado ao Hernâni pelas fotos.

No sábado, 8 de Novembro, aproveitei para fazer um treino rápido com o amigo Quim, efectuamos o percurso preferido dele, ou seja subir até à Capela Ardida. Foram 29km em 2h, com 640m de acumulado, sempre em amena cavaqueira e descontracção.

domingo, 2 de novembro de 2008

"Formula The One" brake test - 2 Nov 2008

Finalmente foi o regresso aos passeios por Albergaria-a-Velha, já em fim de "época", enquanto o Miguel Guapo reiniciou agora o seu treino, depois de concluída a etapa da licenciatura.
A volta foi uma repetição da efectuada em 10 de Agosto, continuo com a máquina fotográfica avariada, fica aqui apenas o mapa do percurso efectuado.

Image and video hosting by TinyPic
Quase a chegar a Dornelas o Miguel furou, e passado 2km partiu a corrente, a bike ressentiu-se do ano parada :)
Finalmente depois de muito subir, chegamos a Janardo, junto ao cruzamento da Sra. da Saúde reencontramos o Zé(2M) e o Pedro(Berg), andavam perdidos, e seguimos juntos pela fantástica descida (10km) até Telhadela. Entretanto o Miguel teve mais um pequeno azar, uma queda ligeira sem consequências de maior.

Foi uma volta a um ritmo calmo, 40km com 884m de acumulado, que dá imenso prazer fazer principalmente pela descida até Telhadela. Quanto à estreia dos travões, foram aprovados, mas não comprovados a 100%, dado que as descidas não exigiram travagens muito potentes.