sexta-feira, 12 de junho de 2009

MACIÇO DA GRALHEIRA 150km 11 Junho 2009

O desafio proposto para este ano da ida à Serra da Freita foi um potentissimo passeio de puro BTT percorrendo o maciço da Gralheira, utilizando um track que andava a desenhar há alguns meses.
Galeria de Fotos
Às 7h da manha, eu, o Viriato e o Jorge arrancámos de Albergaria sob uma uma neblina que mais parecia chuva miudinha em direcção ao Gavião, subimos até aos 5 caminhos em ritmo calmo. O caminho para Dornelas e Sra. da Saúde foi o habitual, 20km com 716m de acumulado. Um pouco mais a frente atravessámos a Serra do Arestal, em direcção à aldeia de Chã.

Até à aldeia de Currais e Felgueira é sempre a abrir, é uma zona de planalto onde começa a aparecer a típica paisagem de serra, já com a Freita no horizonte. Logo a seguir a Felgueira subimos o habitual "caminho de calhaus", mais difícil que o normal devido às chuvas e vegetação abundante. A chegar à aldeia de Castanheira deparámos com a imponente cascata da Frecha da Mizarela, assim como o local das "pedras parideiras".

Após o reforço no miradouro da cascata seguimos para o Merujal e entrámos no fantástico trilho que circunda a Freita pela encosta norte, percurso já conhecido do raid do ano anterior.
Galeria de Fotos
Foi ao chegar à casa do guarda junto a aldeia de Chão de Espinho que entrámos nos trilhos "novos", com o objectivo de conhecer as belas e rústicas aldeias de Espinhal, Adaufe, Espinheiro, e a fantástica aldeia de Cando, que era o principal objectivo desta travessia. Pudemos constatar que vivem 2 pessoas nesta típica aldeia, sem duvida um dos locais mais bonitos de Portugal.

Depois de Cando seguimos em direcção a Serra da Arada, e ao maior empeno do dia, com uma difícil subida em alcatrão e depois em terra, em direcção a aldeia da Coelheira, com passagem obrigatória no parque eólico da zona.

Após o reforço na tasca local, seguimos ao longo da serra, para as prometidas descidas do Uphill de São Pedro do Sul, mas antes tivemos de subir mais um pouco. A primeira parte da descida é um verdadeiro trilho de enduro, com muita pedra solta, o que exigiu grande perícia e esforço. Com São Macário à vista entrámos na segunda parte da descida, muito rápida e técnica, levou-nos até ao parque de merendas de São Pedro do Sul.

Após o reforço junto à abandonada estação, seguimos para Vouzela, para provar os famosos pasteis, a terra estava toda enfeitada para a procissão, e foi algo difícil entrar novamente no trilho tamanha era a confusão.

O percurso ao longo da antiga linha do Vouga foi feito com algum sacrifício, são muitos kms a rolar em plano, ligeiramente a subir até Oliveira de Frades, depois é sempre a rolar até Paradela, onde entrámos na ciclo via até à Foz do Rio Mau, seguindo depois para Albergaria.

O desafio saldou-se em 150km, 3052m de acumulado e hora de chegada a Albergaria às 21h. Passámos por locais belíssimos e inesquecíveis, num dia de BTT muito duro, onde o espírito de grupo e amizade ajudou a ultrapassar as dificuldades, foi enorme a satisfação de ter chegado ao fim com o objectivo inicial cumprindo. Venha o próximo....

2 comentários:

bo disse...

Belas fotos ;) isto sim é btt... inveja (brrr) Abração

Viriato Dias disse...

Foi um dia de BTT fantástico... com um grande empeno à mistura...

Agora é começar a pensar no próximo empeno... mas não para já.. hehee

Viriato Dias