sexta-feira, 29 de maio de 2009

Convite -FREITA 2009

Fica aqui o convite para um potente raid à Serra da Freita, em autonomia total com uma distância de 130km. O objectivo é conquistar o maciço da Gralheira, constituído pela Serra do Arestal, Serra da Freita, Serra da Arada e São Macário.
AlbergasBTT@Freita
O nível de dificuldade físico vai ser elevado, nível técnico médio, e para cumprir o objectivo proposto a hora de saída vai ser às 7h em frente ao cinema de Albergaria no dia 11 Junho, chegada prevista às 19h.

Quem quiser alinhar é enviar um email para o albergasbtt@gmail.com, será posteriormente enviado o percurso GPS, locais de passagem e horários a cumprir.

domingo, 17 de maio de 2009

Subida do Tanque e Gavião do Meio 17 Maio 2009

Foi um grupo de 8 betetistas que se juntou para uma volta por percursos conhecidos para a maioria, fizemos o caminho da Foz do Rio Mau, subimos à casa do guarda de Vila Nova de Fusos, fizemos a subida do tanque, descida do Gavião do meio, Mouquim, Sernada, Açores e Albergaria.
Galeria de Fotos
Nas 2 próximas semanas não vou andar por aqui, por isso dia 7 de Junho compareço às 9h em frente ao cinema de Albergaria para mais uma volta potente.

domingo, 10 de maio de 2009

VERMOIL 125km 9 Maio 2009

Participei no 1º desafio organizado pelo BTTralhos " À Conquista de Roma", 125km em autonomia total, e no meu caso a solo. Este desafio trouxe algo de inovador ao panorama do BTT nacional, porque tratou-se de um passeio gratuito, orientado por GPS com 125km de extensão.
Galeria de Fotos
Cheguei às 8h ao campo de futebol de Vermoil, foi montar as rodas na bike, preparar a mochila e quando ia para pedalar constatei que as sapatilhas que tinha levado não encaixavam nos pedais novos, falta de compatibilidade no sistema "SPD". Pensei em desistir logo ali, mas encarei este contratempo como mais um desafio, e assim as 8h30 arranquei juntamente com as largas de dezenas de participantes para uma aventura inesquecível.

A parte inicial do percurso foi rolante, o grupo seguiu junto a ritmo calmo até começarem as primeiras subidas aos 7km e aos 16km. Aos 30km, em plena Serra de Alveiazere apareceram as subidas a sério, com passagem no pequeno grupo de 3 eólicas. Depois foi descer até Ansião em grande velocidade.

Em Ansião foi tempo de reabastecer de água e seguir para o Rabaçal, pelos caminhos de Santiago. Era hora de almoço, eu ia em autonomia total, foi comer uma sandes e continuar, mas grande parte dos companheiros parou para almoçar.

Continuei ao longo de caminhos muito rolantes até perto de Conimbriga, e foi ai a maior desorientação do dia, quando o track GPS me mandou por um caminho cheio de tojos e arbustos. Ao procurar alternativa desviei-me muito do percurso, tive de voltar a descer a serra e voltar a fazer o tal caminho, resultado: pernas todas arranhadas e muito cansaço.

O percurso até a zona do Alvito é muito bonito, mas o calor era muito, o ar estava abafado, prenuncio da chuva que estava a vir. Quando cheguei a zona de reforço estava a chover com intensidade, foi só abastecer de água e seguir para uns single tracks muito escorregadios na aldeia de Poios. No lugar do Zambujal continuava a chover, e ai optei por seguir por estrada até Pombal, e assim evitar os muito perigosos single tracks finais da Serra do Sicó.

De Pombal até Vermoil o percurso foi ao longo da linha do Norte, sempre debaixo de chuva e com muito sacrifício, o pedalar com posição incorrecta devido às sapatilhas ao longo de tantos km revelou-se bastante penoso no final e foi com grande alegria e alivio que avistei o campo de futebol de Vermoil.

Foi um dia inesquecível de BTT e não só, companheirismo dos vários grupos que fui encontrando ao longo do percurso, de sacrifico e muito esforço, não fiz a parte final do Sicó, mas mesmo assim cheguei ao fim com o sentimento de ter vencido este desafio, no final registei 123km e 2423m acumulado em 10h30, a Giant Anthem portou-se a altura, é a bike ideal para este tipo de aventuras.

Um agradecimento aos BTTralhos (M.Digo, João e restante grupo) por esta excelente ideia, pelo apoio dado ao longo do percurso, por terem proporcionado um passeio duro mas com locais e paisagens fantásticas, obrigado a todos os companheiros com que pedalei por largos momentos, e até para o ano para mais um DESAFIO!

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Maratona de Portalegre 2 Maio 2009

Fica aqui o report da participação do Viriato na Maratona de Portalegre 2009:

« Este ano decidi aceitar o desafio do meu amigo Alentejano Nuno Reis para participar na edição da Meia-Maratona de Portalegre. Confesso que estava bastante céptico em relação à capacidade da organização em acolher os mais de 3000 inscritos. No entanto todas as minhas dúvidas foram dissipados por uma excelente organização, capacidade e empenho demonstrados pelos ASES DO PEDAL.

Galeria de Fotos
A zona de Portalegre e mais concretamente a Serra de S.Mamede surpreendeu-me pela beleza dos trilhos e paisagens. A subida às antenas foi dura mas fantástica... e consegui fazer toda a subida em cima da bike.. hehe... As descidas foram fantásticas, mas era preciso ter atenção pois havia muita pedra soltas. As ZA bem posicionadas e recheadas... o pessoal simpático e os cruzamentos todos bem policiados.

O almoço servido com elevado profissionalismo e rapidez... confesso que nem 2 minutos esperei para entrar no pavilhão (dos comes e bebes) e começar a comer. Uns petiscos bem alentejanos, uma sopa de cação típica da região e uma massa com carne.

Dou nota muito positiva a este evento... não sei se lá voltarei para fazer novamente a meia ou quem sabe a maratona, mas quem lá for não se vai arrepender e já agora façam como eu aproveitem para conhecer a região fiquei a pernoitar em Marvão... simplesmente fantástico...

Um grande abraço e boas e fortes pedaladas...
Viriato Dias»

Edit post: acrescentei mais algumas fotos que o Fernando me enviou da partida, parabéns pela prestação na meia-maratona.

domingo, 3 de maio de 2009

Alfusqueiro 3 Maio 2009

O dia de sol radioso proporcionou a mim e ao Bruno mais uma volta espectacular, desta vez utilizando uma grande parte do percurso da Maratona do Vale de Vouga 2008.
Galeria de Fotos
Fizemos a habitual subida para a eólica das Talhadas em ritmo calmo, depois foi descer a toda a velocidade antes de subir para a aldeia de Seixo, com a sua bonita calçada e campos muito verdes.

Depois da aldeia do Ventoso, e após uma paragem no marco geodésio para apreciar a paisagem envolvente, descemos a famosa pista de downhill que termina com a travessia do dique sobre o rio Alfusqueiro.

Foi altura de conhecer novos trilhos, com um espectacular caminho ao longo do rio, 1º na margem esquerda, depois atravessámos uma ponte e fomos ao longo da margem direita, antes da dificil subida até à estrada, novamente na variante Agueda-Talhadas. A partir dai foi sempre a abrir, passámos mais uma vez na Garganta do Rio Marnel, que tem um dos singles-tracks mais bonitos aqui da zona.

Em Valongo do Vouga abandonámos o track GPS, e seguimos até Macinhata do Vouga, fizemos a "subidita" da ponte nova, e em Serém despedi-me do Bruno e rumei a Albergaria, no final registei 52km com 1166m de acumulado.